quarta-feira, 29 de junho de 2011

Sopa de Favas com Legumes - Fasolada

Fasolada -  sopa de favas com legumes
Fonte
chef Rodrigo Libbos - Restaurante e Café Turco Kebab Salonu
Ingredientes

1 1/2 kg de favas (a variedade que encontrar)
1/3 xícara (chá) de azeite
1 lata de tomate italiano pelado
2 colh (sopa) de extrato de tomate
3 cenouras
3 cebolas
2 1/2 litros de água quente

Para finalizar:

3 colh (sopa) de salsinha picada
sal a gosto
pimenta-do-reino a gosto
Modo de preparo

1. Lavar as favas e deixar de molho na véspera. No dia seguinte, escorrer os grãos, lavar novamente e reservar.
2. Picar as cebolas, as cenouras e os tomates. Refogar os três ingredientes no azeite. No final, acrescentar o extrato de tomate. Reservar.
3. Em uma caçarola com a água quente, adicionar as favas e o refogado. Cozinhar lentamente em fogo baixo, até que as favas estejam macias.
4. Finalizar a sopa com sal, pimenta-do-reino e salsinha. Servir acompanhada de pão.

Polenta Cremosa

Polenta cremosa
Fonte
Fabiana Cesana – chef do restaurante Cezano
Ingredientes

Para a polenta:

200 g de polenta italiana pré-cozida
1 litro e meio de caldo de frango caseiro*
1 colh (sopa) de manteiga
250 g de creme de leite fresco
queijo pecorino esmigalhado, a gosto
azeite trufado para finalizar

*Para o caldo de frango caseiro:

2 litros de água
300 g de peito de frango bem picado
legumes picados em cubinhos:
1 cenoura, 1 cebola, 1 batata media, 1 mandioquinha, 1 chuchu
1 porção de alho-poró
1 porção de salsinha
sal e pimenta-do-reino a gosto
Modo de preparo

Caldo de frango:

Levar todos os ingredientes ao fogo e cozinhar em fogo médio até reduzir o volume do liquido para 1 litro e meio. Coar e deixar na geladeira por 12 horas – de preferência a noite toda e, no dia seguinte, tirar a gordura que fica por cima antes de utilizar.

Polenta:

Levar ao fogo o caldo pronto e ir colocando a polenta devagar. Mexer até dar o ponto. Acrescentar a manteiga e o creme de leite fresco. Colocar numa forma e levar ao forno para gratinar com o queijo pecorino esmigalhado por cima. Por último, regar com azeite trufado.

Polentinha cremosa com cogumelos

Polentinha cremosa com cogumelos
Fonte
chef Ana Soares, do restaurante Villa Cioè
Ingredientes

Para a polenta:

40 g de polenta  Instantânea de grano duro
200 ml  de caldo de frango

Para o ragu de cogumelos:

15 g de shiitake
15 g de cogumelo paris
15 g de cogumelo portobello
15 g de shimeji
10 g de azeite de alho
30 g de plumas de parmesão
1 galho de alecrim fresco
2 g de salsa
2 g de cebolinha
10 g de tomilho
100 ml de caldo de frango
5 ml de azeite de limão
5 g de cebola
5 g de salsão
5 g de roux
sal de pimenta, o quanto baste

Modo de preparo

Aquecer o ragú. Finalizar a polenta. Montar na cumbuca de serviço: polenta, ragú de cogumelos (sem cobrir totalmente a polenta), plumas de parmesão e regar com azeite de limão. Enfeitar com galho de alecrim fresco. Os cogumelos são assados no forno a lenha com tomilho, azeite de alho, sal de pimenta, roux e caldo de frango. É salteado na hora.

domingo, 26 de junho de 2011

Cheeseburger no pão de pizza

Cheeseburger no pão de pizza


Fonte
Rodrigo Gonçalves - chef do restaurante Forneria San Paolo
Ingredientes


Para o hambúrguer:

80 g de picanha moída
80 g de miolo de alcatra moída
40 g de gordura de picanha moída

Para o recheio:

60 g queijo cheddar
Sal e azeite à gosto

150 g de massa de pizza *

*Para a massa de pizza:

500 g de farinha de trigo
25 g de sêmola
10 g de sal
10 g de açúcar
5 g de fermento fresco
50 ml de azeite.
250 ml de água natural

Modo de preparo


Massa do hambúrguer:

Misture bem as carnes.  Pressione em uma superfície plana para formar o hambúrguer. Ele deve ficar com dois centímetros de altura, aproximadamente. Junte o sal e o azeite, Esquente bem uma chapa ou grelha. Grelhe o hambúrguer de um lado até ficar dourado. Faça o mesmo do outro lado.

Massa de pizza:

Em uma superfície plana e fria, misture todos os ingredientes com as mãos, até formar uma massa homogênea. Aproximadamente 6 minutos. Reserve.



Abra a massa de pizza coloque o hambúrguer já grelhado, o cheddar por cima e, em seguida, feche a massa, como um calzone. Leve por 6 minutos no formo à lenha. Retire quando a massa estiver assada e crocante.

Coloque no canto do prato e use como acompanhamento folhas verdes ou fritas.

Azeites Aromatizados

21/06/2011 - 11:11 |
Para repaginar suas saladas, ou até mesmo para finalizar um prato em grande estilo, hoje ensinaremos vocês a fazer azeites aromatizados. Claro que eles estão disponíveis prontos em supermercados e casas do gênero, mas os preparados em casa são infinitamente melhores.
Um azeite aromatizado homemade exige algumas regras: uma delas é sempre secar os temperos antes de juntá-los ao azeite (esse processo irá aumentar a durabilidade do seu azeite).
Outra dica é aquecer levemente o azeite. Fazendo isso, quando adicionar o tempero ele ficará ainda mais aromático. Mas muito cuidado para não aquecer demais ou o azeite queimará, adquirindo uma tonalidade estranha e estragando o sabor desejado.
Você pode tentar fazer com alho (doure-o antes em uma panela), tomilho fresco, pimentas, sálvia fresca, pimentão… Aliás, imagine regar o bacalhau com um delicioso azeite de alho? Além do sabor, os frascos embelezarão a mesa.
Ah, queremos saber sua mistura, tá?
 Beijos, Fê!

Azeites aromatizados

Fotos: Carol Milano

Alecrim

Ingredientes

4 ramos de alecrim fresco
250ml de azeite de oliva (de preferência o azeite virgem)

Modo de fazer

  1. Pré aqueça o forno a 180°C. Lave os ramos de alecrim. Coloque os ramos de alecrim no forno e seque-os até ficarem com a tonalidade de verde-escuro.
  2. Leve o azeite ao fogo até ficar morno. Coloque os ramos de alecrim, deixe cozinhar por 1 minuto em fogo bem baixo.
  3. Transfira os ramos de alecrim para uma garrafa de vidro bem limpa e complete com o azeite. Tampe imediatamente e deixe esfriar.
Rendimento: 250ml
Tempo de preparo: 25 minutos
Dificuldade: Fácil

Limão Siciliano

Ingredientes

2 limões siciliano (retirar as raspas – não utilizar a parte branca das cascas)
250ml de azeite de oliva (de preferência o azeite virgem)

Modo de fazer


  1. Pré aqueça o forno a 180°C. Espalhe as raspas em uma assadeira e leve-a ao forno até que as raspas fiquem bem sequinhas (aproximadamente 5 minutos).
  2. Em uma panela aqueça o azeite até que ele fique morno e misture as raspas de limão secas.
  3. Cozinhe por mais 1 minuto em fogo bem baixo. Transfira o azeite e as raspas para uma garrafa de vidro bem limpa. Tampe imediatamente e deixe esfriar.
Rendimento: 250ml
Tempo de preparo: 25 minutos
Dificuldade: Fácil

Tomate seco

Ingredientes

5 tomates secos de boa qualidade
250ml de azeite de oliva (de preferência o azeite virgem)

Modo de fazer


  1. Em uma panela aqueça o azeite até que ele fique morno. Adicione o tomate seco e deixe cozinhar em fogo baixo por 1 minuto.
  2. Transfira os tomates secos para uma garrafa de vidro bem limpa e complete com o azeite.
  3. Tampe imediatamente e deixe esfriar.
Rendimento: 250ml
Tempo de preparo: 20 minutos
Dificuldade: Fácil

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Escondidinho de Bacalhau















Ingredientes:              
300g de bacalhau demolhado
20g ou 2 colheres de chá de cebola
30g ou 1 colher de sopa cheia de tomate concasse picado
10g ou 1 colher de sopa de salsinha
30g ou ¼ de folha de couve
20g ou 2 colheres de chá de cebolinha
20g ou 2 colheres de chá de alho-poró picado (parte branca)
1 azeitona verde
10g ou 1 colher de chá de manteiga
20ml ou 2 colheres de chá de creme de leite
70g ou 2 ½ colheres de sopa de creme de mandioca
40g ou 2 colheres de sopa de  batata doce picada
10ml ou 1 colher de chá de azeite
10g ou uma polvilhada de queijo parmesão
Sal a gosto

Modo de preparo:
Saltear o bacalhau demolhado em azeite e manteiga. Adicionar a cebola e o alho-poró até que fiquem translúcidos. Adicionar o tomate concasse, a cebolinha, a salsinha picada, a azeitona verde picada, a batata doce e o creme de leite.  Verificar o tempero e reservar. Colocar essa mistura num recipiente que possa ir ao forno e cobrir com o creme de mandioca e o parmesão. Levar para gratinar.

Escondidinho de Carne Seca





















Ingredientes: 
130g de carne seca demolhada
10g ou meio dente de alho
20g ou 2 colheres de chá de cebola
90g ou 3 colheres de sopa de molho de tomate
60g ou 2 ½ colheres de sopa de catupiry
10g ou 1 colher de sopa de salsinha
70g ou 2 ½ colheres de sopa de purê de mandioca
10g ou uma polvilhada de queijo parmesão
30g ou ¼ folha de couve
50g ou 2 1/2 colher de sopa de abóbora picada
10ml ou 1 colher de chá de azeite
Sal a gosto
              
Modo de preparo:
Saltear a carne seca em azeite, adicionar a cebola e o alho ate translúcidos. Adicionar o molho de tomates, a salsinha picada, o catupiry, a abóbora e a couve, verificar o tempero e reservar. Colocar essa mistura num recipiente que possa ir ao forno e cobrir com o creme de mandioca e o parmesão, levar para gratinar.

Purê de mandioca
Rendimento: 500g

Ingredientes:             
250ml de leite
250g de mandioca congelada
2 colheres de sopa de creme de leite
2 colheres de sopa de manteiga
Sal a gosto
              
Modo de preparo:
Cozinhar a mandioca em água e sal e escorrer. Bater em liquidificador com creme de leite e manteiga.

Escondidinho de Polenta com Calabresa

Receita de escondidinho de polenta com calabresa
















Ingredientes:

1 litro de água
Sal a gosto
2 xícaras de fubá
500g de linguiça calabresa   
Azeite a gosto
1 cebola picada
2 dentes de alho
1 lata de molho de tomate pronto
Óleo a gosto
½ xícara (chá) de coentro areia
100g de queijo parmesão ralado

Modo de preparo:
Leve ao fogo o alho e o óleo. Refogue, acrescente a água, o sal, o fubá e mexa até desprender do fundo da panela. Em outra panela, frite a linguiça no azeite e adicione a cebola, o alho, o molho de tomate. Refogue por 15 minutos. Retire do fogo e acrescente a salsa.

Coloque parte da polenta em um refratário, cubra com o molho de calabresa e finalize com a polenta. Polvilhe o queijo parmesão ralado na superfície e leve ao forno médio por cerca de 20 minutos.

Celdom Gourmet
Rio Plaza Shopping
Rua General Severiano, 97. Botafogo - RJ
Tel.: (21) 2543-3687

Escondidinho de Inhame com Carne de Sol

Receita de escondidinho de carne de sol



















Ingredientes:

1 cebola
2 colheres de sopa de manteiga
300g de inhame
100g de batata
100g de abobrinha
50g de queijo minas meia cura
400g de carne do sol
3 colheres de manteiga de garrafa
2 cebolas
4 folhas de Quitoco
100g  de tomatinho
2 colheres de sopa de milho verde
½ banana da terra

Modo de preparo:
Cozinhe a carne em uma caçarola com uma cebola inteira, repondo a água, até a carne ficar macia ao ponto de desfiar. Deixe esfriar e reserve.

Cozinhe o inhame e a batata, escorra e passe no espremedor. Em uma panela, derreta a manteiga e doure a cebola ralada. Acrescente o inhame, a batata e o leite. Bata até ficar macio. Tempere com um pouco de sal e reserve.

Em uma frigideira grande, coloque a manteiga de garrafa com a última cebola, cortada longitudinamente, e deixe dourar para colocar a carne já desfiada.

Refogue, acrescente o milho, o tomatinho e o Quitoco. Corte a banana da terra em rodelas na manteiga dos dois lados. Reserve.

Montagem:
Coloque em uma travessa redonda uma camada de purê, uma de abobrinha ralada (ralo grosso), uma de queijo minas ralado e a carne.

Giuseppe
Rua Sete de Setembro, 65, sala 02 – 2º andar. Centro - RJ
Tel. 21- 2509-7215

Escondidinho de Camarão

Receita de escondidinho de camarão
















Ingredientes:

500g de requeijão (tipo Catupiry)
200 ml de leite
500g de aipim cozido e processado
500ml de caldo de frango
1kg de camarão sem casca
6 colheres de sopa de azeite
100g de cebola picada
200g de tomate sem semente
25g de alho picado
Pimenta do reino e sal a gosto
30g de farinha de trigo

Modo de preparo:
Em uma panela, ferva o leite. Acrescente o requeijão e maxa até obet uma mistura homogênea. Reserve. No liquidificador, bata o aipim com o caldo de frango. Em uma panela, coloque este creme de aipim e cozinhe até obter uma textura de “cola”.

Limpe os tomates, retire a pele e bata no liquidificador. Bata na faca a cebola e o alho e reserve. Em uma panela, coloque o azeite, a cebola e o alho, refogando até que fiquem ligeiramente dourados. Acrescente o tomate batido e o camarão e cozinhe rapidamente.

Misture a farinha de trigo com água e coloque na panela com os camarões para engrossar o molho.  Ajuste o sal e a pimenta do reino.

Montagem:
Disponha seis cerâmicas e, no fundo delas, coloque 100 g de creme de aipim. Divida o recheio de camarão entre as cerâmicas (aproximadamente 200 g). Sobre o recheio, coloque 100g de creme de requeijão.

Finalização:
Aqueça no forno até que fique ligeiramente dourado por cima

Botequim Informal
Rua Domingos Ferreira 215 A, Copacabana - RJ.
Tel.: (21) 3816-0909

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Sopa do Pescador

Sopa do pescador


Fonte
chef Samuele Oliva - Restaurante Terraço Itália
Ingredientes


200 g de marisco limpo
300 g de vôngole limpo
100 g de camarão limpo
100 g de lula em anéis
100 g de polvo em pedaços
300 g de cebola picada
1/2 litro de vinho branco
folhas de louro a gosto
3 litros de caldo de peixe
2 dentes de alho amassados
200 ml de azeite
3 tomates pelados
manjericão a gosto
sal e pimenta a gosto

Modo de preparo


Lavar os frutos do mar em água corrente.
Cozinhar o polvo separadamente com o vinho, 100 g de cebola e o louro. Reservar.

Em outra panela, refogar mais 100 g de cebola com 1 dente de alho amassado e azeite, até dourar.  Juntar os frutos do mar, com exceção do polvo, que só vai ser acrescentado no final.  Colocar o caldo de peixe e acertar o sal.

Separadamente, refogar as 100 g restantes da cebola com o outro dente de alho amassado e os tomates pelados, dando um leve corte nos tomates e deixando em pedaços grandes. Refogar bem, juntar as folhas de manjericão e apurar.
Quando estiver pronto, incorporar na sopa.

Por final, colocar o polvo já cozido que estava reservado, lavando-o novamente para retirar a pele escura antes de juntar à sopa.

Servir com crostini de pão e azeite italiano.

Polenta cremosa com Ragu de Linguiça e Erva-Doce

Polenta cremosa com Ragu de Linguiça e Erva doce


Fotos: Carol Milano

Ingredientes

Ragu
500g de linguiça tipo toscana
2 colheres (sopa) de azeite extra virgem
1 cebola picada em cubos pequenos
1 colher (sopa) de açúcar refinado
1 lata de tomate pelado
1 xícara (chá) de vinho tinto seco
2 colheres (sopa) de sementes de erva doce
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
Sal e pimenta do reino
Polenta
1 litro de caldo de carne ou de frango caseiro
50g de manteiga sem sal
250g de polenta amarela de grano duro (importada)
Sal e pimenta do reino a gosto
1/2 caixinha de creme de leite
80g de queijo parmesão ralado na hora

Modo de preparo:

Ragu
1. Retire a película que envolve a linguiça e desmanche-a com as mãos até que fique bem “esfarelada”.
2. Aqueça bem uma panela, adicione o azeite e refogue a cebola picada até ficar transparente.
3. Adicione o açúcar refinado e deixe derreter. Quando o açúcar estiver derretido junte a linguiça e deixe fritar bem, até que ela fique dourada.
4. Amasse os tomates pelados com as mãos ou com as costas de uma colher para deixar em pedaços menores. Adicione o tomate ao refogado de linguiça.
5. Acrescente o vinho tinto e as sementes de erva doce. Deixe cozinhar por 40 minutos em fogo médio, mexendo de vez em quando. Acerte o sal e a pimenta.
6. Por último coloque uma colher de manteiga e misture bem. Sirva sobre a polenta mole.
Polenta
1. Leve o caldo para ferver.
2. Quando ferver adicione a manteiga e vá colocando a polenta aos poucos e pouca quantidade por vez, mexendo sempre para não empelotar.
3. Cozinhe a polenta, mexendo sem parar, por 20 minutos. Tempere com sal e pimenta.
4. Por último coloque o creme de leite e o queijo ralado. Sirva imediatamente.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Rabada

RABADA, A RECEITA

"Toca de tatu, lingüiça e paio e boi zebu
Rabada com angu, rabo-de-saia..."


(João Bosco - Aldir Blanc)
(pro Marcelo Coelho, de novo)
Lembrem-se que quando eu escrevi, aqui no Buteco, a receita da minha feijoada, pedida pelo meu dileto amigo Coelho, mencionei que ele havia, na mesmíssima oportunidade, aflito, pedido também a receita da rabada (eu ia dizer "da minha rabada" mas não pegaria bem).
E, escoltado pela belíssima fotografia da rabada que preparei na casa de papai e mamãe, passo a ensinar (oh, maldita pretensão!) ao Coelho, e a todos os que gostam da coisa, como preparo o prato, e vai na medida para 10 pessoas.
Antes de mais nada, é preciso decidir fazer a rabada no mínimo com quatro dias de antecedência, que é esse o tempo que a carne leva, na geladeira, dentro da vinha d´alhos. Então, mano Coelho, se você pensar na rabada pra um domingo (o ideal! o ideal!), compre tudo na quarta-feira pois na quinta à noitinha você terá de começar o preparo do prato.
Vamos às compras antes. Para a vinha d´alhos são 3 garrafas de vinho tinto (seco, pelamordedeus!), 1 litro d´água, 5 cebolas de casca bem escura (as argentinas!) cortadas em quatro, 8 dentes de alho inteiros, folhas de louro fresco (eu ponho umas 10), 3 ramos de tomilho, 1 maço de cebolinha e um maço de salsinha picadas, e uma colher de café de pimenta-do-reino preta em grão.
Para a rabada propriamente dita, muna-se de paciência. Esqueça os supermercados para comprar a carne. Os mercados metem a rabada de qualquer jeito na serra elétrica e estraçalham tudo. Prefira um açougue. De preferência com um cabeça branca no comando. Ele seguramente vai piscar o olho quando você fizer o pedido e vai dizer:
- Esse entende das coisas!
É o seguinte: peça a ele 3kg de rabada cortada na junção dos ossos. Eis um dos segredos. Assim, mesmo bastante cozida, a carne não vai soltar completamente do osso. Vá por mim. Tenha ainda por perto óleo de milho, uma 1 cebola picada, 4 dentes de alho picados, 1 maço de coentro picado, 1 maço de manjericão picado, além de sal e pimenta-do-reino moída na hora, a gosto.
E para a polenta, acompanhamento ideal, você vai precisar de umas 10 xícaras de chá do líquido da vinha d´alhos, 3 xícaras de fubá de milho, 3 colheres de sopa de manteiga sem sal e sal a gosto.
Comprou tudo? Vamos em frente.
Quinta-feira à noite, num belo copo, umas 5 pedras de gelo e uma boa dose de um 8 anos. Pegue uma senhora bacia plástica com tampa (vende-se a rodo isso hoje em dia) e coloque toda a rabada. Cubra tudo com todos os ingredientes da vinha d´alhos. Vá sacando o cheiro, malandro, inebriante... Depois tampe e ponha na geladeira. Na sexta e no sábado, umas duas vezes ao dia, você vai lá na geladeira, põe a bacia pra fora, destampa - o uísque sempre ao lado! - e sente o aroma, mexendo para distribuir bem a vinha d´alhos.
Sábado à noite você retira, uma por uma, a rabada da bacia, reservando a vinha d´alhos. Com uma toalha que você jamais voltará a usar, enxugue - mesmo! - peça por peça. Enxugou? Deixa numa bacia à parte.
Coe toda a vinha d´alhos e guarde o líquido.
Daí pega o panelão. Ponha o óleo, uns 100ml, não sei, tem que ter olho! Refogue a cebola e o alho, até começarem a dourar. Daí vá pondo, devagar, a rabada, dourando uma por uma... Veja você que tem que ser uma senhora panela!!!!! Vá pondo, aos poucos, até cobrir, a água da vinha d´alhos, lembrando de separar as 10 xícaras pra fazer a polenta no final! A rabada está coberta?
Então coloque os tomates, o manjericão e o coentro, aliás, é esse exato momento que a fotografia mostra!
Você vai deixar umas 3 horas cozinhando em fogo baixo, mas sempre de olho, até a carne se desprender do osso (não soltar totalmente!), acrescentando água sempre que necessário. Ficou pronto? Tira a panela do fogo, deixa esfriar um bocado e deixe na geladeira umas seis horas, até que a gordura excedente endureça na superfície.
No domingo, quando for servir, retire a gordura da superfície (é bem fácil), leve ao fogo de novo, tempere com sal e pimenta e está prontíssimo!
Agora, a polenta. Eu ia lhe dizer como fazer polenta. Mas lembrei-me que você é casado com uma Terzi, camarada! Itália em estado bruto! E polenta é com eles! Divirta-se!
Até.

Costelinha Serro do Frio

Receita de costelinha serro do frio















Ingredientes:

1,2kg de costelinha de porco.
200gr farinha de mandioca
400gr toucinho
5gr alho
40gr manteiga ou banha
100gr couve
50gr cebola
2 ovos
10gr porção de torresmo
100gr linguíça caseira
1 banana da terra

Vinagrete quente de pimenta biquinho
250ml azeite
50gr alho
4 ramos de alecrim
50gr pimenta biquinho
100gr tomate
30gr sal grosso
1 pimenta dedo de moça

Modo de preparo:

Costela
Dividir a costela em 4 pedaços iguais. Misture todos os ingredientes da marinada, coloque os pedaços de costela e deixe marinar na geladeira por pelo menos 12 horas. Asse no forno ou brasa até ficar dourada e macia por dentro.

Farofa mineira
Coloque a lingüiça em uma pequena caçarola e cubra com água, deixe cozinhar ate a água secar. Quando a água secar ela vai liberar a gordura da própria lingüiça; frite a lingüiça nesta gordura até ficar ela dourada. Retire e corte em fatias finas. Reserve.

Em uma frigideira coloque 4 colheres de sopa de banha, a cebola, o alho e deixe dourar. Acrescente a couve e refogue rapidamente. Logo em seguida, junte a banana e depois os ovos, misture até tudo estar cozido para depois acrescentar a lingüiça e por ultimo a farinha. Mexa por 5 minutos, confira o sal, salpique o torresmo por cima e sirva.

Vinagrete quente de pimenta biquinho
Em uma caçarola coloque todos os ingredientes do vinagrete. Leve ao fogo baixo e deixe cozinhar sem levantar fervura até que os dentes de alho fiquem macios. Retire os galhos dos ramos de alecrim deixando só as folhas no molho. Reserve aquecido.

Montagem do prato:
Retire a costelinha do forno, coloque em um atravessa derrame o vinagrete quente por cima. Coloque a farofa ao lado e desenhe com o tutu.

Restaurante Giuseppe
Rua Sete de Setembro, 65 sala 2 – 2º andar, Centro
Tel.: (21) 2509-7215

terça-feira, 14 de junho de 2011

Pastel de Choclo

Pastel de Choclo


Ingredientes

Creme de Milho:
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
1/2 cebola ralada

2 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 lata de milho verde

½ xícara (chá) de creme de leite
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

Carne moída:
1 cebola picada
1 dente de alho amassado

2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
500g de carne moída de sua preferência

1 colher (sopa) de molho inglês
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

2 colheres (sopa) de salsinha picada para finalizar

Modo de fazer

Creme de Milho:
  1. Aqueça bem uma panela e, quando ela estiver bem quente, adicione a manteiga e refogue a cebola até que fique transparente. Adicione a farinha de trigo e cozinhe por 30 segundos, mexendo sem parar.
  2. Acrescente o creme de leite e metade do milho (½ lata) e refogue levemente até que todos os ingredientes fiquem bem misturados. Bata no liquidificador até formar um creme.
  3. Junte o milho reservado (½ lata) ao creme e misture bem. Ajuste os temperos e reserve.
    * a consistência do creme de milho do pastel de choclo é mais grossa, lembrando a consistência de um purê.
Carne moída:
1. Aqueça bem uma panela. Quando estiver bem quente adicione a manteiga e refogue a cebola, quando ficar transparente junte o alho e refogue mais um pouco.
2. Adicione a carne moída na panela e refogue até que ela esteja bem dourada (refogue a carne moída em duas partes (250g e depois mais 250g) para não correr o risco de juntar água na panela.
3. Tempere com o molho inglês, sal e pimenta a gosto.
4. Por último, misture a salsinha.
Montagem:
Em um refratário – que pode ser individual ou tamanho familia – adicione a carne moída.
Cubra a carne com o creme de milho e leve ao forno alto (250°C) para gratinar, até ficar dourado.

Capelle de finocchiona

Capelle de finocchiona

Fonte
chef Ana soares, do restaurante Villa Cioè
Ingredientes

180 g de capelle de finocchiona (massa recheada com salame artesanal)
40 g de erva-doce laminada
folhinhas de erva-doce + ciboullete picada
50 g de manteiga
100 ml de caldo de legumes
pimenta seca
azeite de pimenta (gotas)
azeite de manjericão (gotas)
raspas de limão a gosto
3 g  de farinha de trigo
10 ml  de creme de leite (fio)
30 g  de tomate concassé - cubinhos marinados e escorridos

Modo de preparo
Derreter a manteiga sem ferver. Refogar  a  erva-doce laminada, pulverizar farinha em chuva e dourar levemente. Adicionar caldo aos poucos. Temperar com sal de pimenta, pimenta seca e cozinhar. Finalizar com tomate concassé e fio de creme de leite. Retificar os temperos. Aquecer a massa em abundante água fervente temperada com sal grosso. Escorrer. Colocar a massa no prato de serviço, regar com o molho. Finalizar com folhinhas de erva-doce, mais ciboulette, mais raspas de limão e azeites aromáticos.

Cappelletti ao brodo de carne

Cappelletti ao brodo de carne


Fonte
chefs Janaina e Jefferson Rueda - Bar da Dona Onça
Ingredientes

Para a massa:

500 g farinha de trigo 00 italiana
200 g de sêmola de trigo italiana
3 ovos
10 ml de azeite extra virgem
sal a gosto

Para o recheio:

500 g de paleta de boi cortada em cubos médios
50 g de cebola picada
10 g de alho
1 folha de louro
40 ml azeite
200 ml de caldo de carne
sálvia a gosto
100 g de farinha-de-rosca
pimenta-do-reino a gosto

Para o brodo (caldo):

3 kg de rabada cortada
500 g de músculo moído
100 g cebola picada
100 g tomate picado
100 g cenoura picada
1 folha de louro
4 claras e neve
5 litro de água

Para a finalização:

trufas negras
cerofólio
salsinha crespa

Modo de preparo

A massa:

Misture as farinhas e faça o formato de um vulcão. Coloque os ovos, o azeite e o sal. Misture até formar uma massa homogênea e deixe descansar por 30 minutos, coberta por um pano úmido bem torcido.

O recheio:

Numa panela de pressão pré-aquecida, doure a carne, acrescente a cebola, o alho e a folha de louro e deixe dourar.
Coloque o caldo de carne e deixe cozinhar por 20 minutos na pressão. Separe a carne do caldo e passe no processador. Tempere com sal, pimenta e farinha-de-rosca (para dar liga no recheio).

O brodo:

Asse a rabada, coloque numa panela com água e deixe ferver. Baixe o fogo, retire com uma concha toda a impureza que se forma na superfície. Deixe ferver por mais 4 horas em fogo baixo. Coe o caldo e resfrie.
Em um bowl, misture a carne moída (músculo), a cebola,  acenoura,  o louro e, no final, incorpore a clara delicadamente.
Volte o caldo para a uma panela junto com essa mistura e coloque em fogo bem baixo. Deixe cozinhar para clarificar por 30 minutos. Coe em um pano para retirar todas as impurezas e deixe o caldo bem translúcido.
Tempere com sal e pimenta.

Finalização:

Cilindre a massa, recheie e faça os capeletes.
Numa panela, cozinhe a massa no brodo por 3 minutos.
Decore com trufas negras, cerefólio, salsinha crespa e sirva.

Sopa Gulasch

Sopa gulasch


Fonte
chef Espedito Pereira - Restaurante Weinstube - Club Transatlântico
Ingredientes

400 g de alcatra cortada em cubinhos
1/2 cebola picada
1/2 pimentão vermelho picado
1 colh (chá) de páprica doce
1/2 colh (café) de páprica picante
2 colh (sopa) de extrato de tomate
2 colh (sopa) de caldo de carne granulado
2 batatas médias cortadas em cubos
3 colh (chá) de vinho tinto seco
1 folha de louro
1 colh (chá) de vinagre tinto
2 colh (chá) de óleo de milho
1 litro de água
sal e pimenta-do-reino, se for necessário

Modo de preparo

Em uma frigideira, coloque o óleo de milho e frite a carne. Reserve.
Aqueça uma panela, doure a cebola e o pimentão, adicione a carne frita, a páprica doce e picante, o extrato de tomate, o vinho, o vinagre, o caldo de carne, a água e a folha de  louro.
Deixe cozinhar por 30 minutos.  Acrescente as batatas em cubos e deixe cozinhar por mais 30 minutos ou até a carne ficar macia.

Foto: Daniel Cancini

Sopa Francesa de Cebola

Sopa francesa de cebola 

Fonte
chef Alain Uzan - Felix Bistrot
Ingredientes

1 kg de cebola
1 litro de água
1/2 litro de caldo de frango
100 g de manteiga
1 colh (sopa) de farinha de trigo.
1 maço pequeno de alecrim
sal e pimenta-do-reino a gosto
massa folhada
gema de ovo para pincelar a massa

Modo de preparo

Corte toda a cebola em rodelas. Em uma panela,  doure 300 g da cebola com a manteiga. Em seguida, coloque o restante e deixe no fogo até obter uma cor transparente. Acrescente a farinha por cima e o maço (amarrado) de alecrim. Mexa bem.
Depois coloque a água e o caldo de frango e deixe ferver e cozinhar a cebola até reduzir cerca de 250 ml.
No final, retire o maço de alecrim e tempere (ou acerte o tempero) com sal e pimenta a gosto.
Se, no final, sentir que a sopa ficou um pouco amarga, corrija com uma colher pequena de açúcar.

Montagem:

Coloque a sopa dentro de uma tigela. Recorte a massa folhada no formato da parte de cima da tigela só que com um centímetro a mais. Pincele com gema de ovo dos dois lados, para que a parte de baixo cole na tigela e a parte de cima fique de uma cor dourada.
Leve ao forno em temperatura de 180ºC até que doure. Sirva em seguida.

Dica

Essa sopa pode ser montada em uma tigela grande ou em cumbucas indivuduais.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Cuscuz Paulista de panela

Tadeu Brunelli/UOL

Ingredientes

  • 1 xícara(s) de chá de azeite (aproximadamente)

  • 6 xícara(s) de chá xícaras de farinha de milho

  • 1/2 xícara(s) de chá de farinha de mandioca crua

  • 1 cebola grande em cubinhos miúdos

  • 2 dente(s) de alho bem picadinhos

  • 1 xícara(s) de chá de salsinha e cebolinha picadinhas

  • 1 1/2 xícara(s) de chá e molho pronto de tomate

  • 3 xícara(s) de chá de água ou caldo de galinha ou de camarão

  • 1 lata(s) de ervilha

  • 1 vidro(s) grande de palmito picadinho

  • 250 grama(s) de camarão pequeno limpo, ou de frango cozido em lascas

  • 1/2 xícara(s) de chá de azeitonas verdes em lascas

  • molho de pimenta-vermelha, sal e pimenta-do-reino

  • óleo para untar as formas

  • Modo de preparo

    Aqueça bem o azeite numa panelinha. Enquanto isso, coloque as farinhas de milho e de mandioca e 1 colher (sopa) de sal numa tigela grande, misture bem e esfarele com a ponta dos dedos até conseguir um pó fino.

    Faça uma cavidade no centro da mistura de farinhas e nela coloque metade da cebola, do alho, da salsinha e da cebolinha.

    Quando o azeite estiver quase fervendo, retire do fogo, despeje sobre os temperos e misture até deixar toda a farinha bem umedecida, reserve.

    Regue o fundo de uma panela grande com um fio de azeite e nele doure a cebola restante, então junte o alho, espere perfumar e adicione o camarão (ou o frango).

    Misture bem, espere o camarão mudar de cor, junte o palmito, a ervilha, o molho de tomates, a água ou o caldo e acerte o sal.

    Assim que ferver, acrescente a farinha e, sempre mexendo, mantenha no fogo até engrossar, soltar da panela e sentir que a farinha se incorporou totalmente ao molho.

    Para montar o cuscuz, unte com óleo o fundo e as laterais de uma fôrma grande para pudim ou 36 forminhas para bombocado, decore com cubinhos de pimentão (ou com o que quiser).

    Preencha a cavidade com a massa do cuscuz, pressionando delicadamente com as mãos para firmar, sem desmanchar a decoração e sem socar demais.

    Para desenformar, solte a borda com ajuda de uma faca e dê umas batidinhas na fôrma. Sirva quente ou frio (se for o caso, aqueça rapidamente no forno para não ressecar ou em banho-maria).
    Opções para Decorar Tomate, ovo cozido, azeitona em lascas, cubinhos de pimentão, banana, sardinha em conserva, folhas de salsinha.

    quarta-feira, 8 de junho de 2011

    News Gastronomix

    terça-feira, 31 de maio de 2011

    GASTRONOMIX // Couvert: uma esperteza dos restaurantes?


    Usualmente, o couvert é uma pequena entrada servida nos restaurantes para que os comensais distraiam o paladar até chegar a entrada ou o prato principal. A questão, muito comentada, por quem senta à uma mesa de restaurante é se “essas porções” devem ser cobradas ou devem ser cortesia da casa.

    Na verdade, não existe uma regra clara. Cada estabelecimento tem o direito de definir sua política. Muitos não cobram se as pessoas consumirem pratos principais, como é o caso do Beirute (em Brasília) – que serve pães sírios e pastas de grão de bico e berinjela aos que escolhem refeições no cardápio. A política é simpática e agrada.

    O que acho bastante desonesto do restaurante é quando o garçom chega à mesa, despacha a manteiga, pão, azeite (whatever) e, quando vem a conta, aquela surpresa: a cobrança do couvert. Muitas vezes, a cobrança por cabeça, o que é ainda mais desagradável. Na minha opinião, é abusiva esta política de não informar que o amuse bouche tem um preço. Me sinto saqueado.

    Por isso, minha gente, não tenham vergonha de perguntar se o couvert “estrategicamente” colocado ali na sua mesa é pago. E se for, pergunte, sem constrangimentos, quanto custa. Se o valor é individual ou não?

    Claro que se você for seguir algum manual de etiqueta mais conservador, talvez esteja escrito que este tipo de pergunta é deselegante ou pode indicar que você é um tremendo de um pão-duro. Mas se você sabe o valor do seu dinheiro, tenha em mente que está exercendo apenas o papel de consumidor, com regras claras do seu consumo.

    Não se intimide. Muitos restaurantes, dos mais renomados, usam essa política da “empurroterapia” para que o cliente se sinta obrigado a consumir mesmo que ele não deseja. E você, o que acha dessa política do couvert: deve-se cobrar ou não?

    Drinks (Clássicos)

    sábado, 4 de junho de 2011


    DRINK_ME // O que é um drink clássico?


    Por Juliana Raimo
    Por definição formal, um coquetel clássico é definido para um drink que surgiu depois da publicação de Jerry Thomas, em1887, Bar Tender’s Guide, e antes da “Prohibition” nos Estados Unidos em 1934. O que é diferente dos coquetéis tradicionais que surgiram antes de 1887 ou dos modernos depois da “Prohibition” e antes de 1990.
    Confuso?
    Para mim, clássico é um coquetel que se tornou conhecido no mundo inteiro por ser excelente, “um clássico”. Que possui linguagem universal sendo então reconhecido pelo nome em qualquer bar e restaurante do planeta. Normalmente os clássico entraram para a IBA (International bartenders Association), o orgão que reconhece o coquetel como oficial. Os mesmo são:


    IBA Offical Cocktails

    1 - pre-dinner cocktail

    americano


    2 - after-dinner
    brandy alexander


    long drink stylebellini


    3 - popular cocktails

    Na coquetelaria atual, há várias novas invenções, desde drinks moleculares a misturas inusitadas. Mas ainda acredito que a releitura de um drink clássico é o melhor caminho para se opter um coquetel bom e de personalidade. O clássico não se tornou clássico à toa.

    Depois de muito anos, de muito ser provado e aprovado, o drink foi eleito pelo gosto da maioria. Então por que ignorá-lo? Em um restaurante tradicional ou que possua um excelente barman, o clássico não tem erro, é só escolher qual te agrada mais. O meu drink do momento é o italiano Negroni, simplesmente fantástico!

    Cuscuz Paulista

    Cuscuz paulista


    Fonte
    Mercearia do Conde
    Ingredientes


    ½ xícara (chá) de azeite extra virgem
    1 cebola roxa picada
    500 ml de molho de tomate fresco
    2 copos de água
    1 lata de ervilha
    1 lata de milho verde
    1 pimentão (de qualquer cor, picado)
    2 latas de sardinha (ou atum) - reserve um pouco para decorar
    azeitonas verdes e pretas fatiadas a gosto
    cheiro verde a gosto
    sal e temperos a gosto
    3 xícaras (chá) de farinha de milho grossa
    3 ovos cozidos
    tomate para decorar 

    Modo de preparo


    Refogue no azeite, a cebola, o pimentão, as azeitonas, as ervilhas, o milho verde, o molho de tomates, o cheiro verde, a sardinha e os temperos.
    Coloque a água, deixe ferver, coloque a farinha de milho e cozinhe.
    Unte a forma com azeite e coloque os ovos, tomate e a sardinha reservada por baixo.
    Coloque a massa na forma, deixe esfriar e desenforme.

    Sardinhas assadas na brasa

    Sardinhas assadas na brasa


    Fonte
    Adega Santiago
    Ingredientes


    2 limões sicilianos, sem a parte branca do meio, cortados em 4
    4 sardinhas portuguesas limpas
    sal e pimenta a gosto
    1/2 dente de alho picadinho
    salsinha picada a gosto (opcional)
    1/4 xícara (chá) de azeite

    Modo de preparo


    Tempere as sardinhas do lado de dentro com o sal, a pimenta e o alho. Reserve.
    Na hora de grelhar, tempere as sardinhas novamente, desta vez por fora, com sal e pimenta.
    Grelhe pincelando azeite. Coloque no prato e regue com azeite. Enfeite com a salsinha e sirva com o limão.

    terça-feira, 7 de junho de 2011

    Sopa de feijão branco

    Sopa de feijão branco


    Fonte
    Heloisa Bacellar - chef do restaurante Lá da Venda
    Ingredientes


    1 cebola grande em cubinhos
    1 dente de alho picadinho
    2 tomates sem pele e sem sementes em cubinhos
    240 g de feijão-branco tipo canelini em conserva (ou feijão-branco cozido em casa)
    750 ml de água
    1 folha de louro
    2 colh (sopa) de folhas de salsinha picadinha
    4 fatias finas de presunto cru em tirinhas finas
    2 xícaras (chá) de folhas de escarola grosseiramente picadas
    azeite de oliva espanhol
    sal e pimenta-do-reino

    Modo de preparo


    Para os crisps: aqueça as tirinhas de presunto numa frigideira seca e mantenha no fogo até que estejam bem sequinhas e crocantes.
    Aqueça um fio de azeite na mesma frigideira, junte o alho, espere perfumar e acrescente os tomates, o feijão com o líquido da conserva, o caldo e o louro.
    Deixe engrossar por uns 15 minutos, junte as ervas, sal, pimenta e  bata no processador até obter um creme liso.
    Volte ao fogo, junte as folhas de escarola, deixe ferver por mais 5 minutos, apenas o tempo suficiente para murchar.
    Acerte o sal e a pimenta, junte mais um fio de azeite, transfira para uma sopeira, espalhe por cima os crisps e sirva imediatamente.

    Foto: Romulo Fialdini

    Bambá de Couve

    Bambá de couve


    Fonte
    Fernando Carneiro, chef do restaurante Consulado Mineiro Cônego
    Ingredientes


    Para o caldo:

    3 colh (sopa) de fubá
    ½ litro de água
    ½ maço de couve rasgada e cortada bem fina
    2 colh (sopa) de óleo com alho batido
    sal a gosto

    Para os bolinhos:

    3 ovos
    1 colh (sopa) de farinha de trigo
    100 g de queijo minas em fatias finas
    ½ maço de cheiro verde picado
    óleo para fritura
    sal a gosto

    Modo de preparo


    O caldo:

    Em uma panela, dissolva as 3 colheres de fubá na água fria, refogue com 1 colher do óleo com alho batido e deixe cozinhar por 20 minutos.
    Em outra panela, refogue a couve na outra colher de óleo com alho batido e tempere com sal a gosto.
    Junte a couve refogada ao creme de fubá e reserve.

    Os bolinhos:

    Bata os 3 ovos e coloque a colher de farinha de trigo.
    Acrescente  o cheiro verde picado, o queijo minas e tempere com sal a gosto.
    Em uma frigideira, coloque óleo e deixe bem quente.
    Faça bolinhos com uma colher e ponha para fritar.
    Depois, é só juntar ao bambá.

    Sopa de Legumes com Frango

    Ingredientes

    Para o cozimento do frango:
    500g de frango (peito ou sobrecoxa)
    1 cebola picada grosseiramente
    2 dentes de alho esmagado
    1 folha de louro fresco
    1 ramo de alecrim fresco
    Para o preparo da sopa:
    2 colheres (sopa) de azeite extra virgem ou óleo de girassol
    ½ xícara (chá) de cebola picada em cubinhos
    1 dente de alho picado bem pequeno
    2 tomates maduros sem pele e sem sementes cortado em cubos pequenos
    200g de abóbora japonesa sem casca* (cabochá) cortada em cubos médios
    1 cenoura cortada em cubos médios
    2 batatas do tipo doce rosada cortadas em cubos médios
    2 litros de caldo de frango ou caldo de legumes, caseiros
    1 abobrinha italiana cortada em cubos médios
    ½ maço de espinafre cortado em tiras (folhas)
    Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
    2 colheres (sopa) de salsinha picada (opcional)
    *Na casca da abóbora há muitos nutrientes importantes para nosso organismo. Inclusive a casca de abóbora é excelente aliada no bom funcionamento do intestino, por ser rica em fibras. E também combate o envelhecimento precoce! Portanto, se desejar, utilize os cubos cortados com a casca também.

    Modo de fazer

    1. Leve todos os ingredientes do cozimento do frango para uma panela. Cubra com água e leve a fogo para ferver até que o frango esteja cozido. Depois de cozido desfie o frango em lascas grandes. Descarte a água e os temperos do cozimento.
    2. Em uma panela grande coloque o azeite e refogue o frango desfiado até ficar dourado. Tempere com sal e pimenta. Retire o frango da panela e reserve-o em uma tigela.
    3. Na mesma panela que dourou o frango adicione mais um fio de azeite e refogue primeiramente a cebola, quando começar a ficar transparente adicione o alho e refogue mais um pouco. Acrescente o tomate cortado em cubos e refogue tudo até que o tomate comece a se desmanchar.
    4. Junte os legumes (exceto a abobrinha e o espinafre) e refogue por 5 minutos, mexendo sempre. Adicione o frango desfiado e cubra com caldo de frango.
    5. Deixe cozinhar com a panela semi tampada até que a cenoura fique macia mas com o centro al dente (cuidado para não ficar mole demais). Acrescente a abobrinha e o espinafre e cozinhe por mais 7 minutos. Acerte o sal e a pimenta. Adicione a salsinha picada se desejar.
    6. Sirva com torradas caseiras ou croutons (linkar com esse post: http://www.dedodemoca.net/destaque/ta-faltando-um-croc-na-sua-salada/).
    *Se desejar substitua o espinafre por couve manteiga ou escarola cortada em fatias finas.
    *Para variar utilize batata doce, vagem holandesa, mandioca, mandioquinha, repolho, inhame, chuchu e outros legumes que preferir. Apenas se atente para o tempo de cozimento de cada legume, para não correr o risco de deixá-los moles demais.

    Creme de Mandioquinha

    Creme de mandioquinha


    Fonte
    Blú Bistrô
    Ingredientes


    Para o creme de mandioquinha:

    600 g de mandioquinha
    ½ cebola picada
    5 dentes de alho picados
    1 litro de caldo de galinha
    150 g de manteiga
    250 ml de creme de leite fresco

    Para a rabada desfiada:

    1 kg de rabo bovino
    1 talo de salsão cortado em fatias
    ½ alho-poró fatiado
    1 cebola média cortada em 4 partes
    1 litro de rôti de carne
    1 cenoura

    Modo de preparo


    A rabada:

    Refogue bem os legumes: cebola, cenoura, salsão e alho-poró.
    Junte a rabada, o rôti de carne e deixe cozinhar até ficar no ponto de desfiar.

    O creme de mandioquinha:

    Aqueça a panela, coloque a manteiga e deixe derreter. Acrescente a cebola e o alho, junte a mandioquinha e refogue.
    Quando estiver bem refogado, adicione o caldo de galinha e deixe cozinhar até a mandioquinha ficar bem macia (quase desmanchando).
    Coloque o creme de leite. Quando ferver, desligue o fogo. Bata no liquidificador e, se for necessário, adicione mais caldo de galinha.

    Montagem:

    Na hora de servir, espalhe a rabada desfiada por cima do creme.

    Creme de alho-poró com batata inglesa

    Creme de alho-poró com batata inglesa


    Fonte
    Restaurante Via Castelli
    Ingredientes


    3 batatas médias
    ½  litro de água fervente
    1 tablete de caldo de legumes
    2 talos de alho-poró (médios) picados em rodelas finas (usar toda a parte branca)
    1 ½  colh (sopa) de azeite
    cebola a gosto
    100 g de bacon limpo picado (com pouca gordura)
    sal a gosto

    Modo de preparo


    Numa panela de pressão, cozinhe as batatas picadas com a água e o caldo de legumes, por 25 minutos. Depois, bata tudo no liquidificador e corrija com mais água morna, caso necessário, até obter uma consistência cremosa bem fina (no ponto de sopa). Reserve.
    Em outra panela panela, doure o bacon no azeite e junte o alho-poró e a cebola até que dêem uma leve amolecida. Em seguida, junte o creme de batatas e deixe ferver por 3 minutos. Corrija o sal e sirva com fatias de pão italiano e azeite extra virgem.

    Sopa Creme de Palmito

    Sopa creme de palmito


    Fonte
    Restaurante Via Castelli
    Ingredientes


    1/2  lata de palmito picado (reserve a água da conserva)
    1 tablete de caldo de frango
    1/2  litro de água fervente
    1 colh (sopa) de farinha de trigo
    1 colh (sopa) de manteiga
    1/2 lata de creme de leite
    1 colh (sobremesa) de cebola picada
    1 dente de alho picado
    sal a gosto

    Modo de preparo


    Doure a cebola e o alho na manteiga e acrescente o palmito (reserve algumas fatias para a finalização).  À parte, dissolva a farinha de trigo na água do palmito, acrescente o caldo de frango dissolvido na água quente, misture com o refogado de palmito e cozinhe tudo até engrossar. 
Pouco antes de servir, adicione o creme de leite, corrija o sal e enfeite com algumas fatias de palmito. Sirva imediatamente com pão italiano e azeite extra virgem.

    Santo Creme

    Santo creme


    Fonte
    Obá Restaurante
    Ingredientes


    600 g de abóbora japonesa sem casca, cortada em cubos
    1 cebola média picada
    3 dentes de alho picados
    1 litro de creme de leite fresco
    1 pitada de noz-moscada ralada
    sal e pimenta-do-reino a gosto
    60 g de manteiga sem sal
    100 g de carne seca cozida e desfiada bem fininha
    1 maço de couve picada bem fininha
    2 xícaras (chá) de óleo de soja

    Modo de preparo


    A couve:

    Coloque o óleo em uma panela pequena, frite rapidamente a couve e reserve.

    A carne seca:

    Em uma assadeira, coloque a carne seca já cozida e bem desfiada, regue com uma colher de sopa de manteiga derretida e leve ao forno para dourar um pouco. Reserve.

    O creme:

    Cozinhe a abóbora com dois litros de água e sal a gosto. Escorra a água e passe a abóbora no espremedor de batatas. Reserve.
    Em uma panela, refogue o alho e a cebola na manteiga, acrescente a abóbora amassada, refogue e coloque o creme de leite. Deixe cozinhar no fogo baixo até levantar fervura. Coloque a noz-moscada, o sal e a pimenta e deixe ferver mais um pouco. Corrija o sal e a cremosidade – se necessário, acrescente mais um pouco de creme de leite.

    Montagem e finalização:

    Sirva bem quente, em cumbucas individuais, colocando por cima a carne desfiada e a couve frita.

    quarta-feira, 1 de junho de 2011

    Salada de Polvo e Batata dourados no azeite

    Salada de polvo e batata dourados no azeite


    Fonte
    Restaurante Piselli
    Ingredientes


    1 polvo de 2 Kg  - refogar por 20 minutos
    1 colh (sopa) de azeite
     ½ colh (sopa) de suco de limão siciliano
    500 g do polvo já refogado, picado
    200 g de batata cozida cortada em cubos
    200 g de broto de soja
    sal e pimenta a gosto

    Modo de preparo


    Em uma frigideira puxar o polvo picado no azeite para dourá-lo um pouco, em seguida acrescentar o suco de limão, sal e pimenta a gosto e a batata picada. Para finalizar colocar o broto de soja para refogar junto com o polvo por 30 segundos e esta pronto para servir!!!

    Frigideira de Polvo

    Frigideira de polvo


    Fonte
    chef Francisco Everaldo da Silva - Restaurante Bacalhoeiro
    Ingredientes


    300 g de polvo
    1 litro e meio de água
    1 copo de vinho branco
    1 cebola média picada
    1 colh (sopa) de manteiga
    4 fatias de bacon
    suco de 1 limão
    sal e salsinha a gosto

    Modo de preparo


    Coloque o polvo na água com sal, o vinho branco e a cebola. Cozinhe por aproximadamente 30 trinta minutos em fogo baixo, até levantar fervura. Quando o polvo estiver macio, escorra a água, coloque o polvo na frigideira por 5 minutos e refogue com a manteiga, o suco de limão e o bacon. Na hora de servir, acrescentar a salsinha.

    Linguine com Camarão e Abobrinha

    Linguine com Camarão e Abobrinha

    Ingredientes


    1 cenoura (média) cortada em tirinhas
    400g de camarão rosa grande, limpo (sem casca e sem o “intestino” que fica na parte de cima do camarão)
    Azeite ou manteiga para selar os camarões
    1 colher (sopa) de manteiga
    1/2 cebola picada
    1 dente de alho picado
    2 abobrinhas (médias) italianas cortada em tirinhas*
    *Utilize apenas a parte da casca (que não contém sementes).
    50ml de vinho branco seco
    1/2 limão Tahiti (raspas e suco)
    1 pitada de pimenta caiena
    1/2 xícara de creme de leite fresco
    Sal a gosto
    400g de linguine
    1 colher (sopa) de salsinha picada

    Modo de fazer

    1. Pré cozinhe em água com um pouco de sal as tiras de cenoura até ficarem macias.
    2. Aqueça muito bem uma frigideira grande. Unte com um pouco de azeite ou manteiga. Grelhe os camarões dos dois lados até que fiquem bem dourados e cozidos. Tempere-os com sal e pimenta e reserve em um recipiente.
    3. Na mesma frigideira que grelhou os camarões, coloque a manteiga e a cebola. Quando a cebola ficar transparente, coloque o alho e quando começar a dourar, junte a abobrinha e a cenoura em tiras. Refogue um pouco até a abobrinha ficar macia (mas sem se desmanchar).
    4. Adicione o vinho branco, as raspas e o suco de limão siciliano e deixe evaporar.
    5. Coloque o macarrão para cozinhar em uma panela cheia de água e 1 colher (chá) de sal.
    6. Junte o camarão grelhado ao molho, adicione o creme de leite, a pimenta e o sal.
    7. Quando o macarrão estiver al dente, misture ao molho e sirva com salsinha picada por cima.
    *O resultado final deste prato é a massa (linguini) apenas envolvida no molhinho (não deve ter excesso de molho).