segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Dicas da Revista Gula de Tannats uruguaios bons e baratos.

Fonte: Revista Gula

No início da década, o Uruguai vendia quase 2 milhões de litros de vinho no mercado brasileiro. Depois os negócios caíram, só começando a se recuperar no ano passado ao chegar a 700.000 litros. Qualidade não falta aos vinhos uruguaios, os brancos, como Sauvignon Blanc, e os tintos Cabernet Sauvignon são de boa qualidade. Mas o país ainda tem como ícone os tintos produzidos com a potente Tannat, originária do sudoeste francês. Essa uva costuma ter muito tanino e, quando não amadurece bem, dá tintos rústicos, adstringentes.

Os melhores conseguem a plena maturação, aliando à força a elegância. A Tannat pode aparecer sozinha ou associada a outras castas. O repouso nas barricas de carvalho ajuda a domá-la. Seus vários estilos acompanham agradavelmente a carne. Cortes mais gordurosos, como costela ou asado de tira, pedem tintos mais jovens. Já as carnes marmorizadas, em que a gordura permeia os músculos e a macia picanha apreciada pelos brasileiros, acomodam-se melhor com os Tannat amadeirados, mais redondos e maduros.

DON PASCUAL TANNAT ROBLE 2008
Não é o top da renomada vinícola Estabelecimiento Juanicó, da família Deicas, mas tem qualidade e a tipicidade da casta. Robusto, seus muitos taninos ficaram mais cordiais depois de um ano em barricas de carvalho. Ao olfato, sugere frutas vermelhas, chocolate, com algum tostado. No paladar, é vigoroso, tem bom corpo e acidez, com persistência final média. Interfood, R$ 45.

PISANO CISPLATINO TANNAT/MERLOT 2008
Este saboroso tinto uruguaio possui excelente relação qualidade/preço. Ele é elaborado com Tannat e um pouco de Merlot, que amacia a firme estrutura tânica da emblemática uva uruguaia, possuindo um toque apenas tostado, que lhe transmite um caráter especial e saboroso. A fruta está muito presente, sendo um vinho potente na boca, com amplos aromas. Mistral, R$ 29.

MONTES TOSCANINI RESERVA DE FAMILIA TANNAT 2009
Obtido a partir de uvas bem maduras de cor vermelha intensa. No olfato se percebe um bouquet complexo e maduro com destaque de frutas vermelhas. Com bom equilíbrio em boca, é seco, de bom corpo e com taninos bem trabalhados. Persistente e equilibrado com suave adstringência. Deixando um final de boca interessante e complexo. Casa flora, R$ 21.

ELEGIDO TANNAT/MERLOT 2010
Vinho de cor cereja escura e intensa. Delicadamente fresco, destaca-se frutas vermelhas muito maduras. Na boca tem equilibrio e complexidade. É seco, de corpo médio e com taninos suaves. Muito delicado e elegante. Casa flora, R$ 17.

Nenhum comentário:

Postar um comentário