segunda-feira, 11 de junho de 2012

Tipos de Cogumelos

No Brasil, além do popular Champignon, os tipos orientais de Shimeji e Shiitake podem ser encontrados facilmente nas feiras livres e nos supermercados. Outros menos comuns, como Eringui, Portobello, Hiratake e Funghi Porcini estão disponiveis, frescos ou secos, em empórios e lojas especializadas. Todos são ótimos como complemento, acompanhamento ou recheio de pizzas, quiches, risotos, refogados, entre outros pratos.


Cogumelo Paris - Também conhecido como Champignon, é o mais utilizado no mundo todo. De sabor delicado e rápido cozimento, pode ser encontrado fresco, seco ou em conserva. É consumido como salada (cru com temperos) ou em cozidos e refogados.





Shiitake - Este cogumelo japonês nasce na árvore Shii, de onde vem o seu nome. De sabor intendo e um pouco ácido, é bom grelhado ou misturado a massas orientais, pizzas e risotos. Encontrado seco ou fresco.





Shimeji - Nas versões branca e cinza, é vendido fresco, em buquês. Nas culinárias japonesa e chinesa - de onde se origina -, o shimeji integra sopas e cozidos. No Brasil, é grelhado rapidamente na manteiga, o que ressalta seu sabor suave, e utilizado em molhos para massas e coberturas de pizza.

Hiratake - Também chamado cogumelo salmão. É o quarto do mundo em consumo (atrás do champignon, shimeji e shiitake). Produzido na Ásia e na Europa, tem textura e sabor bem diferentes dos outros tipos.
Seco ou fresco - nas cores branca, cinza, salmão e marrom -, pode ser apreciado cozido, frito na forma de tempurá, ou como recheio de tortas e pastéis.





Eringui - De sabor suave e consistência carnuda, é natural das regiões mediterrâneas e asiáticas. Pode ser refogado sozinho ou combinado com outros refogados.





Funghi Porcini - Como só existe em estado selvagem, o cogumelo italiano tem uma época certa para aparecer - no início do outono. Custa caro, tem aroma forte e, no Brasil, só é vendido desidratado. Integra molhos e risotos.






Portobello - Vendido seco e in natura, é uma versão maior e mais escura do cogumelo paris. É carnudo, tem textura firme e sabor marcante. Pode ser refogado ou empregado como base de recheios e molhos.




fonte: encarte revista Claudia - Comida & Bebida

Nenhum comentário:

Postar um comentário